Taxa Selic: Qual o melhor momento para financiar?

Compartilhar:

Logo do Facebook Logo do Linkedin Logo do WhatsApp

Gostaria de comprar o seu primeiro imóvel, mas ainda não tem todo o dinheiro para pagá-lo a vista? Saiba que existe também a opção de financiá-lo.

Já falamos um pouco por aqui sobre o que você precisa para comprar um imóvel financiado. Hoje, com todas essas dúvidas sanadas, vamos te mostrar alguns fatos que indicam que agora é um ótimo momento para financiar o seu imóvel.

Como são calculadas as taxas de juros?

Quando o assunto é financiamento, a maior dúvida gira em torno da taxa de juros a ser paga. Ela é a forma que o banco é remunerado ao emprestar o dinheiro para a compra de imóveis. 

Muitas variáveis influenciam no cálculo dessa taxa, mas em geral, essas variáveis levam em conta o risco que o banco irá enfrentar ao emprestar o dinheiro ao solicitante do financiamento, assim como a inflação que irá ocorrer durante o pagamento nas parcelas. No entanto, muitas delas (não só de financiamento imobiliário) usam como parâmetro no seu cálculo a taxa SELIC.

O que é SELIC?

Selic (Sistema Especial de Liquidação de Custódia) é a taxa que o Banco Central empresta dinheiro para os bancos no curtíssimo prazo. A SELIC que geralmente ouvimos no nosso dia a dia é a Taxa SELIC Meta, que é estabelecida pelo Comitê de Política Monetária (Copom). Também conhecida como a taxa básica de juros da economia, é ela que determina, entre outras coisas, o valor mínimo que as taxas de juros serão praticadas. 

Qual a situação da SELIC atualmente?

O valor da Taxa SELIC Meta é atualizado a cada 45 dias e um dos objetivos da sua variação é estimular a economia. Um desses estímulos ocorre quando, na sua diminuição, o consumo das famílias é incentivado pela queda dos juros. Acontece que, após várias diminuições, hoje, em Maio de 2020, a taxa Selic chegou  no seu menor patamar da história, estando a 3% ao ano. Para ter uma ideia do quão baixo esse valor é, em Julho de 2015, ela estava em 14,25% ao ano. 

Como isso influencia o mercado imobiliário?

Com essa mínima histórica da SELIC, os juros também tendem a atingir valores mais baixos comparados a outros períodos. A taxa do financiamento imobiliário é um exemplo desse fato, sendo encontrada no intervalo de 7% a 8% ao ano. Comparado a outras formas de crédito, ela é a menor taxa cobrada pelas instituições financeiras. 

São notadas também, algumas outras medidas aplicadas pelos bancos, como por exemplo a Caixa Econômica Federal, que autorizou um período carência de 6 meses para pessoas físicas que assinarem novos financiamentos.

A diminuição da Selic afeta o mercado imobiliário indiretamente de outra forma. A Selic é usada também como indexador de rentabilidade de alguns investimentos de renda fixa como o Tesouro Selic, CDB, Fundos de Renda Fixa, entre outros. Ou seja, o retorno desse tipo de investimento está diretamente ligado ao valor que a taxa se encontra no momento. Com a queda atual, títulos com rendimento atrelados à Selic passam a não ser tão interessantes, fazendo com que investidores passem a procurar outras alternativas, como a compra de um imóvel, que sempre se mostrou um investimento seguro.

Por esses e outros indícios, é válido afirmar que, financeiramente, agora é um ótimo momento para realizar o financiamento do seu imóvel

Mas é claro, querendo manter sempre um relacionamento transparente com você, a EmCasa concorda que é um período de muitas incertezas e que o quesito financeiro pode não ser a única coisa que te influenciará a tomar essa decisão. Converse com nossos especialistas, eles irão te entender, tentando sanar todas as suas dúvidas e te ajudando a tomar a melhor decisão para sua situação.

Onde você quer morar?

Conheça nossas casas e apartamentos à venda no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Encontrar imóveis